De dentro pra fora ou de fora pra dentro.

11:30:00

Via we heart it
Aviso: este é um post sobre estilo, disfarçado de post sobre a vida. Ou um post sobre a vida, disfarçado de post sobre estilo.  Vejamos...

Primeiro eu gostaria de situá-los na linha do tempo. Bom, não é de hoje, mas também não tenho certeza da data exata de quando é, que eu venho me questionando sobre minhas escolhas, autoestima, representação visual de mim mesma e sobre o lugar em que estou e/ou quero estar no mundo. Dito isso, essas são questões que pressupõe mudanças externas, mas que, só serão eficazes com mudanças internas - e nisso tbm incluo as metas de vida mesmo - essas mudanças começaram. De fato, acho que estou na linha de largada de uma coisa nova, um momento novo. E por que não, um visual novo.


Nesse meio tempo, passei por muita coisa. Tive dias em que o novelo de lã estava tão embolado que eu não achava que fosse capaz de desembolar. Mas cá estou, segurando a ponta com bastante cuidado. Aí esses dias eu resolvi arrumar o guarda-roupas. Estou há +- uma semana sem trabalhar e ficar sem fazer nada por muito tempo pra mim não é nada divertido. Fui procurar o que fazer.

Nisso constatei que meu estilo finalmente começou a parecer como eu quero que ele pareça: descomplicado, despretensioso e por que não, simples. A verdade é que eu sou essencialmente assim. Tenho preguiça de lacrar. Rsrsrsrs. As minhas roupas são nas cores pretas, brancas, cinza e azul (jeans). Eu tenho uma ou outra peça rosa, uma vermelha e uma amarela (essas últimas são filhas únicas). Gosto de estampas fofas, mas tenho cada vez mais roupas lisas ou com estampas discretas. As vezes me olho no espelho e percebo, ou alguém comenta: nossa, estou  (está) tão adulta com essa roupa. E eu adoro isso.
Tem sempre um detalhe, uma coisinha da Ítala de sempre. E muito da Ítala nova. 
Quando nos foi apresentado o estilo normcore, que substituiria o tão amado e tão odiado, hippiester eu duvidei que ele pegasse. Depois  me deu uma certa agonia de todo mundo normcorizado. Blogueiras super badaladas trocaram em 100% seu estilo. E isso me deu uma desanimada: "é só uma tendência, vai passar". E é verdade, mas também não é. O norm trouxe uma filosofia extremamente pertinente pro momento em que estamos vivendo: o desapego as logomarcas (sorry Adidas tumblr Girls) e o consumo consciente. No pensar no planeta e nos motivos que nos levam a comprar. Muitas vezes por pura compulsão ou pra alimentar de forma momentânea a autoestima que é o tempo inteiro minada por diversos meios. "Compre batom e tenha um corpo de verão".
Branco e caramelo ♡

Aí eu resolvi vir aqui e dizer que sim. Estou em busca de novos ares - ou dos ares antigos com nova roupagem - pensando mais sobre o ser do que sobre o estar e resgatando a ideia que sempre tive da moda, como uma expressão pessoal de individualidade/identidade e não uma competição de quem comprou primeiro.

O post acabou ficando enorme e vem mais de onde veio esse. Até!

2017

Metas Para Fevereiro

17:20:00


Escrevo esse post no final de janeiro e ainda tem um monte de coisas que eu não sei se vai ou não acontecer em fevereiro; mas como não sou de apenas esperar sentada, resolvi escrever uma pequena lista de coisas para fazer no mais curto mês do ano.

1º - Definir onde ficarei no primeiro semestre de 2017

Sai do meu antigo emprego e ainda não sei onde vou trabalhar - estou estudando propostas, rsrs - e com isso também não tenho certeza se permanecerei na mesma casa em que moro hoje. Preciso definir isso este mês. Ps: é muito assustador mudar, muda-se e recomeçar.

2º - Seguir meu cronograma de estudos

Nesse semestre eu tenho duas provas importantes para fazer, tenho muita coisa pra ler, pesquisar e vamos combinar, eu sou bem procrastinadora. Então a meta é seguir o cronograma e arrasar nas provas.

3º - Ir visitar minha mãe
coloco nas metas pois do jeito que as coisas andam, eu tô precisando esquematizar tudo senão não darei conta. Última vez que vi minha mãe foi no natal, embora a gente se fale todo dia, estou morrendo de saudades.

4º - Curtir o carnaval

Eu estava cheia de planos para o Carnaval, ia viajar e tudo, mas com a saída do meu antigo emprego tudo deu meio errado..a A meta para o feriado é manter o cronograma de estudos, mas tirar uns momentos para fazer as coisas que eu gosto: beber com Lai, tirar umas fotos com Carol, ver os, agora ex, colegas de trabalho, fazer um spa em casa, maratonar os filmes do Oscar.


Então é isso, sem grandes ambições para poder lidar melhor com as frustrações - pessimista, eu? - e conseguir dá conta de quase tudo. Bjs e bom mês

Meus Looks

Tempos Difíceis Para Os Sonhadores

17:41:00



São tempos difíceis, mas no dia das fotos eu nem sabia ainda. T-shirt da Chico Rei e o resto da roupa da Riachuelo - eu acho - e o all star rasgado de tanto uso de todos os dias. Azul é o máximo, né?

Bjs e até

Muito Sol

07:00:00


Eita que não tem coisa melhor que luz do sol pra moça que gosta de fotos.





Testando a luz para novas fotos porque eu sou bem dessas pessoas loucas mesmo. Acreditem!

Meus Looks

E Se A Gente Decidir Tirar Férias E Não Fazer Nada?

07:00:00


E lá estava eu, com um sorriso meio envergonhado, no meio da praça dos skates tentando parecer natural, enquanto a minha amiga pacientemente me seguia e tirava umas fotos. Disso eu concluo duas coisas: 

1º - Não tem como eu ficar natural numa praça para andar de skate se eu nunca nem toquei em um, mas tudo bem, eu só queria saber das rampas mesmo. Rsrsrs
2º - Eu sou muito abençoada por ter sempre por perto gente que é doida o suficiente- ou que me ama demais - para embarcar nas minhas loucuras e topar tirar foto da amiga doida as 9h da manhã quando podia tá fazendo qualquer coisa, exceto isso.



Então foi isso, se tem uma coisa que eu gostaria de praticar em 2017 - além de skate (risos) - é a gratidão, não me deixar abalar por qualquer coisa e lembrar sempre dessas pessoas que largam tudo para me ver bem com minhas coisas e concentrar menos naquilo que não deu certo. Obrigada universo, obrigada amigxs.


Bjs e até

17 Coisas Incríveis Para Fazer Em 2017

07:00:00



Este post é uma continuação do último, 16 coisas para agradecer em 2016, e sobre como ser uma pessoa melhor, mais feliz e consciente de meu lugar no mundo.


01 - Começar meu mestrado
02 - Fazer um concurso público
03 - Voltar para o Inglês
04 - Estudar Fotografia
05 - Trocar meus óculos
06 - Fazer a endoscopia
07 - Fazer exercícios físicos
08 - Viajar com mamãe
09 - Comemorar meu aniversário
10 - Fazer uma poupancinha
11 - Continuar as mudanças no guarda-roupa
12 - Pintar meu cabelo
13 - Comer direitinho
14 - Fazer minha 1ª tatuagem
15 - Tomar tequila
16 - Fazer amizades novas
17 - Voltar com o blog

Ferias

Esse Era O Plano

12:41:00


Escolhi aproveitar o pequeno recesso entre natal e ano novo para vir para a casa da minha mãe. Passar o natal aqui e comer toda a comida do mundo é uma das minhas coisas preferidas da vida. Depois da ressaca de comilança do natal foi a vez de ver as amigas. Primeiro eu fui ver Maria e a gente aproveitou para se aventurar comigo dirigindo na cidade grande e fomos ao shopping ver o papai noel - que não estava lá enquanto estávamos - e ver as vitrines. Eu não sei mais brincar desse negócio de look do dia, mas tentei.

.